PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Musical "O Livro de Tatiana" põe limite em desejo de pré-adolescente

Miguel Arcanjo Prado

24/06/2016 06h02

"O Livro de Tatiana" mostra dilemas de garotinha – Foto: Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

"Há 18 anos, fui convidado para adaptar um livro para o palco e dirigi-lo. O projeto não vingou, mas aí eu já estava empolgado e resolvi escrever um texto original,  baseado em algumas ideias de direção que já havia desenvolvido", conta o ator Bruno Garcia sobre o surgimento do musical infanto-juvenil "O Livro de Tatitana", que só agora estreia, neste sábado (25), no Teatro Porto Seguro, em São Paulo.

Ele não reclama de ter esperado tanto para ver sua peça em cartaz e diz que esta é a primeira vez que a obra é "encenada com pompa e circunstância". "O máximo que havia feito até então foi uma leitura dramatizada com luz, músicos e figurino.
Mas nada perto do que vamos apresentar agora".

A obra conta a história de uma garotinha pré-adolescente que começa a ver todos os seus desejos realizados. A peça é um alerta sobre os limites do desejo. "A história trata justamente disso", fala Garcia quando questionado se todo desejo de criança ou adolescente deve ser realizado. "Óbvio que não", deixa bem claro.

Para o dramaturgo e diretor, que também está na peça como ator, o limite para os pais diante de pedidos dos filhos é "o bom-senso". "A frustração é algo natural em nossas histórias e se todo desejo de uma criança ou adolescente for atendido eles nunca estarão preparados para os percalços que, indubitavelmente, aparecerão em suas vidas", avisa.

O ator gosta de enxergar o palco como um espelho no qual os espectadores possam se ver. Por isso, sua peça não é maniqueísta, não tem "o bem contra o mal". Garcia compôs todas as músicas do espetáculo, com sonoridades pinçadas nas criativas décadas de 1960 e 1970, inspiradas em nomes como The Doors, Mutantes, Secos e Molhados e Novos Baianos.

No elenco, estão ainda Dani Moreno, Fabio Caniatto, Isabella Moreira, Lucas Lentini, Lisi Andrade, Maria Bia, Natalia Gonsales, Rafael Leidens e Warley Santana, além de bonecos e marionetes da Companhia de Inventos, feitos por Bernardo Rohrmann e Renata Franca. As músicas são acompanhadas ao vivo pela Banda Armonika, formada pelos músicos Karina Lima, Rike Frainer, Max Iabrudi e Rodrigo Canellas, que assina a direção musical.

"O Livro de Tatiana"
Quando:  Sábado e domingo, 15h. 70 min. Até 28/8/2016
Onde: Teatro Porto Seguro – Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, São Paulo, tel. 11 3226-7300
Quanto: R$ 30 a R$ 50
Classificação etária: Livre

Saiba mais sobre  os artistas nos palcos!

Sobre o autor

Eleito três vezes um dos dez melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se, Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP (Celacc-ECA) e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Mineiro de Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. Passou por TV Globo Minas, O Pasquim 21, TV UFMG, Rádio UFMG Educativa, Curso Abril de Jornalismo, Superinteressante, Contigo!, Folha de S.Paulo, Agora, Uma, R7, Record, Record News, Rede TV!, Claudia, Band, Gazeta e Rede Brasil. É jurado dos prêmios APCA, do Humor, Bibi Ferreira, Sesc Melhores Filmes e Risadaria. Ganhou os prêmios Nelson Rodrigues, Inspiração do Amanhã e Referência Nacional pela Ancec. Como dramaturgo, é autor da peça Entrevista com Phedra.

Sobre a coluna

Miguel Arcanjo mostra o que acontece e quem é destaque nos palcos, telas, salas e sociedade, com informações e entrevistas exclusivas, além de reflexões sobre o mundo da Cultura e do Entretenimento.

Blog do Arcanjo