Topo
Miguel Arcanjo

Miguel Arcanjo

Categorias

Histórico

Cantor uruguaio Jorge Drexler passa por situação constrangedora em Pelotas

Miguel Arcanjo Prado

03/06/2019 09h06

Jorge Drexler: ganhador do Oscar foi abordado pela polícia durante batida policial em bar de Pelotas (RS) e prontamente liberado – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo – UOL

Após fazer o show "Silente" no Theatro Guarany, em Pelotas, Rio Grande do Sul, no último sábado (1º), o cantor Jorge Drexler foi comemorar com amigos no Galpão, bar da cidade gaúcha no bairro Porto. Contudo, durante a celebração, já na madrugada deste domingo (2), o músico uruguaio ganhador do Oscar foi surpreendido por uma operação policial no local, com agentes que lhe obrigaram a colocar as mãos na parede do estabelecimento assim como os demais frequentadores.

O Blog do Arcanjo apurou que agentes da Polícia Civil, Polícia Militar e Conselho Tutelar fizeram ronda nas casas noturnas da cidade gaúcha em busca de menores em situação de vulnerabilidade e de um possível traficante. Todos os frequentadores do bar foram enfileirados na parede do estabelecimento com as mãos na cabeça, inclusive o astro, que prontamente foi liberado e não comentou o caso. Segundo as autoridades, cerca de 450 pessoas foram abordadas durante toda ação.

Mudou de gravadora: Jorge Drexler deixa Warner e assina com Sony

Na sexta (31), Drexler já havia feito show em Porto Alegre no Teatro do Sesi. Nesta segunda (3), se apresenta no Teatro Riachuelo, no Rio. Já na quinta (6) e sexta (7), canta com seu violão e voz no Teatro Bradesco, em São Paulo. A turnê brasileira "Silente" termina no sábado (8), com show no Teatro Guaíra, em Curitiba.

Jorge Drexler ficou conhecido em todo o mundo quando sua música "Al Otro Lado Del Río", do filme "Diários de Motocicleta", do brasileiro Walter Salles, ganhou o Oscar de Melhor Canção Original em 2005. Foi a primeira canção em língua espanhola e a segunda em língua não inglesa a receber o prêmio.

Impedido de cantar sua própria música pelos organizadores da cerimônia, que preferiram o espanhol Antonio Banderas para interpretá-la ao lado do guitarrista mexicano Carlos Santana, Drexler, ao receber a estatueta, cantou sua música, sendo ovacionado pelo mundo inteiro e tornando-se automaticamente um cantor admirado e reconhecido mundialmente.

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Sobre o autor

Eleito três vezes um dos dez melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se, Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP (Celacc-ECA) e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Mineiro de Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. Passou por TV Globo Minas, O Pasquim 21, TV UFMG, Rádio UFMG Educativa, Curso Abril de Jornalismo, Superinteressante, Contigo!, Folha de S.Paulo, Agora, Uma, R7, Record, Record News, Rede TV!, Claudia, Band, Gazeta e Rede Brasil. É jurado dos prêmios APCA, do Humor, Bibi Ferreira, Sesc Melhores Filmes e Risadaria. Ganhou os prêmios Nelson Rodrigues, Inspiração do Amanhã e Referência Nacional pela Ancec. Como dramaturgo, é autor da peça Entrevista com Phedra.

Sobre a coluna

Miguel Arcanjo mostra o que acontece e quem é destaque nos palcos, telas, salas e sociedade, com informações e entrevistas exclusivas, além de reflexões sobre o mundo da Cultura e do Entretenimento.

Blog do Arcanjo