Topo
Miguel Arcanjo

Miguel Arcanjo

Categorias

Histórico

Imortal da ABL, Loyola Brandão defende democracia e liberdade de expressão

Miguel Arcanjo Prado

19/10/2019 10h00

Novo imortal da ABL, Ignácio de Loyola Brandão posa de fardão com a amiga atriz Rosamaria Murtinho após a cerimônia de posse como novo acadêmico da tradicional entidade da cultura brasileira – Foto: Reprodução/Instagram – Coluna @miguel.arcanjo UOL

A defesa da liberdade de expressão e da democracia marcou o discurso de posse do novo "imortal" Ignácio de Loyola Brandão, 83, na Academia Brasileira de Letras (ABL).

"Para desenvolver o Brasil precisamos de desenvolvimento, democracia, liberdade, saúde para sobreviver, ensino e trabalho, ausência de fome e miséria, de segurança e acima de tudo ética e verdade. E principalmente nos relacionarmos sem ódio, indignação, acirramento", discursou o jornalista e escritor paulista de Araraquara, em sua posse na Cadeira 11 da ABL nesta sexta (18), no Salão Nobre do Petit Trianon, no Rio.

Loyola Brandão ainda afirmou: "Não podemos repousar a cabeça alheios ao terror nem permitir que nos arranquem a voz de nossas gargantas".

Sua chegada à ABL foi elogiada pelo presidente da ABL, o imortal Marco Lucchesi.

"A chegada de Ignácio de Loyola Brandão à Academia Brasileira de Letras constitui motivo de júbilo pessoal e institucional. Somos leitores de sua bela ficção, audaciosamente brasileira, composta de muitas vozes. Ignácio realiza em plenitude o diálogo entre literatura e liberdade. Tal gesto reflete o destino da Casa de Machado. Bem-vindo, Ignácio", afirmou Lucchesi.

Ignácio de Loyola Brandão foi eleito no dia 14 de março deste ano, na sucessão do Acadêmico Helio Jaguaribe, que morreu em 9 de setembro de 2018. A mesa da cerimônia foi presidida por Marco Lucchesi e composta pelos acadêmicos Ana Maria Machado, José Murilo de Carvalho, Merval Pereira e Antônio Torres.

Durante a cerimônia, acompanhada por personalidades como a atriz Rosamaria Murtinho, o acadêmico Celso Lafer colocou o colar no novo imortal, enquanto que o acadêmico e professor Arnaldo Niskier (decano presente) entregou a espada; e a acadêmica Rosiska Darcy de Oliveira concedeu-lhe o diploma, sendo por fim declarado pelo pelo presidente Lucchesi o mais novo acadêmico da ABL.

Siga @miguel.arcanjo

Sobre o autor

Eleito três vezes um dos dez melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se, Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP (Celacc-ECA) e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Mineiro de Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. Passou por TV Globo Minas, O Pasquim 21, TV UFMG, Rádio UFMG Educativa, Curso Abril de Jornalismo, Superinteressante, Contigo!, Folha de S.Paulo, Agora, Uma, R7, Record, Record News, Rede TV!, Claudia, Band, Gazeta e Rede Brasil. É jurado dos prêmios APCA, do Humor, Bibi Ferreira, Sesc Melhores Filmes e Risadaria. Ganhou os prêmios Nelson Rodrigues, Inspiração do Amanhã e Referência Nacional pela Ancec. Como dramaturgo, é autor da peça Entrevista com Phedra.

Sobre a coluna

Miguel Arcanjo mostra o que acontece e quem é destaque nos palcos, telas, salas e sociedade, com informações e entrevistas exclusivas, além de reflexões sobre o mundo da Cultura e do Entretenimento.

Blog do Arcanjo