PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Prêmio Arcanjo de Cultura: Artista Telumi Hellen cria troféu asa-chama

Miguel Arcanjo Prado

18/12/2019 08h11

Detalhe do troféu do Prêmio Arcanjo de Cultura, criado pela artista plástica Telumi Hellen – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo UOL

O primeiro Prêmio Arcanjo de Cultura, idealizado por Miguel Arcanjo Prado, autor desta coluna, e que será entregue na noite desta quarta (18), no Theatro Municipal de São Paulo, tem outra estreia. A da artista plástica Telumi Hellen, que assina pela primeira vez na carreira um troféu, a convite do diretor artístico da premiação, Ivam Cabral. Ela define o Troféu Arcanjo como uma "asa-chama", que renasce do fogo tal qual uma Fênix, igual a nossa cultura brasileira nos dias atuais.

"É a primeira vez que gero um troféu e fico muito feliz em concebê-lo. A princípio eu pensei em raiz da chama da transformação. Depois dessa primeira impressão e estudo, o nome Arcanjo me fez pensar em voo. Num segundo momento, transformei em outra maneira de pensar, que foi a árvore da chama da transformação. Onde criamos uma raiz num nível de cinzas, porém Fênix, uma outra planta nascendo no meio das chamas", revela Telumi sobre o processo criativo.

Telumi Hellen – Foto: Divulgação

"Nas conversas e trocas de impressões com o diretor artístico do Prêmio Arcanjo, Ivam Cabral, chegamos ao voo da chama da transformação. E esse voo seria realmente pensando no momento em que estamos vivendo. Acho de uma importância muito grande neste momento este tipo de homenagem à cultura que o Miguel Arcanjo Prado está criando", diz.

"Assim, o troféu vem desejando esse lugar dessa transformação contínua e pulsante do ser humano, dando continuidade às artes, criando flexibilidade, aproximação, unificação dos corpos dos seres humanos. É desta maneira que tento mostrar através desta homenagem, deste trofeú, uma asa-chama, uma asa que pulsa e que transforma a cada instante e que eu gostaria muito que isso se preservasse continuamente em todos nós", finaliza Telumi Hellen.

Prêmio Arcanjo terá diversidade no palco do Municipal

Saiba quem concorre ao 1º Prêmio Arcanjo de Cultura

Siga @miguel.arcanjo

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Prêmio Arcanjo de Cultura (@premioarcanjo) em

Sobre o autor

Eleito três vezes um dos dez melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se, Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP (Celacc-ECA) e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Mineiro de Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. Passou por TV Globo Minas, O Pasquim 21, TV UFMG, Rádio UFMG Educativa, Curso Abril de Jornalismo, Superinteressante, Contigo!, Folha de S.Paulo, Agora, Uma, R7, Record, Record News, Rede TV!, Claudia, Band, Gazeta e Rede Brasil. É jurado dos prêmios APCA, do Humor, Bibi Ferreira, Sesc Melhores Filmes e Risadaria. Ganhou os prêmios Nelson Rodrigues, Inspiração do Amanhã e Referência Nacional pela Ancec. Como dramaturgo, é autor da peça Entrevista com Phedra.

Sobre a coluna

Miguel Arcanjo mostra o que acontece e quem é destaque nos palcos, telas, salas e sociedade, com informações e entrevistas exclusivas, além de reflexões sobre o mundo da Cultura e do Entretenimento.

Blog do Arcanjo