PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Em tempos difíceis, diretora da Mostra de Cinema de Tiradentes mostra garra

Miguel Arcanjo Prado

30/01/2020 11h32

20200123 – TIRADENTES/MG – 23ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES – Abertura Oficial – Discurso Raquel Hallak – Foto Netun Lima/Universo Produção

Em tempos de fortes ataques ao setor cinematográfico brasileiro pelo governo federal, a diretora da Universo Produção, Raquel Hallak, responsável pela 23a Mostra de Cinema de Tiradentes, destaca a garra da equipe que faz o festival acontecer mesmo em tempos tão difíceis para a cultura.

O evento que abre o calendário cinematográfico brasileiro começou no último dia 24 e vai até 1º de fevereiro, com 113 filmes exibidos de graça em 40 sessões, além de oficinas formativas, debates, seminários, shows e cortejo artístico. Nesta edição, os grandes homenageados são pai e filha: os atores Antonio Pitanga e Camila Pitanga.

TIRADENTES/MG – 23ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES – Abertura Oficial – Foto Leo Lara/Universo Produção – Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo UOL

"Erguer este complexo de tendas e toda a infraestrutura logística para sediar uma programação cultural abrangente e gratuita requer ousadia, persistência. É sinônimo de trabalho coletivo e determinação", declarou a produtora cultural, que também é responsável pelos festivais de cinema de Ouro Preto (CineOP) e de Belo Horizonte (CineBH).

Hallak lembrou ainda que o evento contrata todos os anos 250 empresas, gerando mais de 2,5 mil empregos diretos e indiretos, além de injetar cerca de R$ 10 milhões na economia local e beneficiar mais de 35 mil pessoas.

"Essa Mostra tem patrocinadores e parceiros, tem o Governo de Minas Gerais, tem a cidade de Tiradentes, a iniciativa pública e privada, entidades de classe, lideranças que abraçaram nosso pleito e somam esforços para a viabilização desta edição", pontuou.

*Enviado especial a Tiradentes (MG), o jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado viajou a convite da Mostra de Cinema de Tiradentes.

>>> Siga @miguel.arcanjo

Público lota 23a Mostra de Cinema de Tiradentes durante homenagem a Camila Pitanga e Antonio Pitanga – Foto: Jackson Romanelli/Universo Produção – Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo UOL

Sobre o autor

Eleito três vezes um dos dez melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se, Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela USP (Celacc-ECA) e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. É crítico da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), da qual foi vice-presidente. Mineiro de Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. Passou por TV Globo Minas, O Pasquim 21, TV UFMG, Rádio UFMG Educativa, Curso Abril de Jornalismo, Superinteressante, Contigo!, Folha de S.Paulo, Agora, Uma, R7, Record, Record News, Rede TV!, Claudia, Band, Gazeta e Rede Brasil. É jurado dos prêmios APCA, do Humor, Bibi Ferreira, Sesc Melhores Filmes e Risadaria. Ganhou os prêmios Nelson Rodrigues, Inspiração do Amanhã e Referência Nacional pela Ancec. Como dramaturgo, é autor da peça Entrevista com Phedra.

Sobre a coluna

Miguel Arcanjo mostra o que acontece e quem é destaque nos palcos, telas, salas e sociedade, com informações e entrevistas exclusivas, além de reflexões sobre o mundo da Cultura e do Entretenimento.

Blog do Arcanjo